Como a maior parte dos procedimentos estéticos, o transplante capilar requer uma consulta inicial, que será fundamental para avaliar todos os aspectos da cirurgia, um pré-operatório e o acompanhamento pós procedimento.

Essa consulta inicial é essencial, pois o paciente passará por um mapeamento médico e investigação aprofundada sobre o que está causando a queda de cabelo.

Essa etapa é importante visto que o transplante capilar, deve ser indicado de acordo com o tipo de causa que tem levado a queda de cabelo.

Nos acompanhe na leitura e conheça mais sobre as etapas que compõem o pré-operatório do transplante capilar.

 

 

O transplante capilar é um procedimento que pode ser utilizado como tratamento para diversos tipos de problemas capilares, como a alopecia por exemplo.

Porém pode não ser indicado para todos os pacientes, por isso a importância do acompanhamento por um profissional especialista no assunto.

 

– Primeira consulta

 

Durante a primeira consulta o paciente irá relatar ao médico suas queixas, compartilhar seu histórico e principalmente suas reclamações em relação ao aspecto estético.

Feito isso, o médico dermatologista irá apresentar ao paciente as possibilidades de tratamento, e alinhar as expectativas do paciente com as perspectivas de resultado obtidas após o tratamento.

Nessa consulta, já é possível realizar um planejamento do transplante, das áreas ao qual serão removidos os folículos, e das áreas que receberão as unidades foliculares para transplante.

Nesse momento, o médico explica ao paciente como é realizado o procedimento e as técnicas que são mais indicadas para a cirurgia, como é o caso da técnica FUE (Extração da Unidade Folicular), que é o método mais moderno para esse tipo de procedimento.

 

– Exame físico

 

Ainda na primeira consulta junto ao dermatologista especializado em transplante, o médico irá realizar um exame físico no paciente com o apoio de um microscópio digital.

Esse exame é importante para que o médico possa avaliar o estado que se encontra a área a ser realizada o transplante capilar, assim como a região doadora de folículos.

Dois aspectos são muito importantes e devem ser investigados nessa consulta inicial do tratamento de transplante capilar, que são a densidade dos fios da área que doará os folículos e a elasticidade do couro cabeludo da área que irá receber os fios.

Quanto mais fios por centímetro quadrado a área doadora tiver, mais fios serão possíveis de serem utilizados no transplante capilar.

Nessa consulta também é decidida qual a melhor área a doar os folículos, partindo da investigação desse princípio.

A elasticidade do couro cabeludo também está ligada ao número de fios passíveis de serem transplantados.

A investigação dessa elasticidade, também permite que o médico responsável tenha uma melhor perspectiva dos resultados finais, que serão obtidos em cada caso de transplante capilar.

 

– Exames pré-operatórios

 

Por se tratar de um procedimento cirúrgico, há a necessidade da realização de alguns exames de preparo para que o paciente possa então realizar o transplante.

Os exames básicos e que podem ser exigidos são um hemograma completo, coagulograma, uréia e glicemia em jejum.

O médico pode ainda solicitar outros exames complementares, dependendo da condição de saúde do paciente.

 

– Orientações para a realização do transplante

 

O uso de medicamentos e substâncias que podem provocar sangramentos deve ser evitado.

Como é o caso do Minoxidil, que deve ter se uso suspenso aproximadamente 10 dias antes do procedimento de transplante ser realizado.

Drogas anti-inflamatórias não esteroidais como nimesulida e ibuprofeno, ácido acetilsalicílico, conhecido por AAS e suplementação de vitamina B e E também devem ser avaliadas para maior segurança do procedimento.

Em resumo, toda medicação que for de uso contínuo ou for administrada antes do procedimento, deve ser informada ao médico para que se evite intercorrências durante e no pós-cirúrgico.

Na técnica FUE, o trauma provocado com o procedimento é mínimo, e isso reduz consideravelmente o risco de sangramento no período de recuperação.

Nessa técnica os folículos são removidos com o auxílio de uma ferramenta cilíndrica, que aumenta a precisão do médico responsável pelo procedimento.

 

Recuperar os cabelos e pelos do corpo é um desejo de muitas pessoas, e por meio dos transplantes capilares é possível tratar o problema e devolver a autoestima aos pacientes.

 

Se você deseja saber mais informações sobre transplantes capilares entre em contato conosco, será um prazer apoiá-lo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *