Para quem sofre de calvície, falar sobre o assunto pode ser um tema delicado, mas não precisa ser assim, muitas pessoas não sabem, mas a calvície é originada de diversas causas e é possível com o tratamento correto contornar o problema.

A informação é o primeiro passo para descobrir a causa da calvície e seguir para um tratamento efetivo, e é justamente sobre como identificar os tipos de calvície que falaremos nesse artigo, nos acompanhe na leitura!

Conheça os tipos de calvície

Estudos já revelaram que uma pessoa saudável perde cerca de 100 fios de cabelos por dia, sendo que essa perca natural não resulta em prejuízos para o couro cabeludo, e os cabelos são renovados também diariamente.

Em casos de calvície essa renovação não ocorre, ou ocorre de forma deficiente, resultando em perda capilar, abaixo listamos os tipos e o que causa calvície no homem e na mulher, confira:

Esse tipo de calvície afeta homens e mulheres na mesma proporção e pode ocorrer em qualquer faixa etária, sua origem é desconhecida, mas está associada a situações de estresse.

Suas principais características são queda de cabelo em forma de círculos redondos que se espalham pelo couro cabeludo, a alopecia aerata pode acometer outras áreas do corpo, porém não é comum, e o prognóstico para esse tipo de calvície é bom, visto que na maioria dos casos o cabelo volta a crescer.

Um tipo comum de calvície a alopecia difusa tem como origem a queda decorrente de doenças crônicas, tratamentos medicamentosos ou situações de estresse intenso.

Na alopecia difusa a queda de cabelo ocorre de forma progressiva deixando o couro cabeludo com poucos fios e frágeis a queda.

Geralmente a queda começa a ocorrer cerca de 3 meses após o evento que a originou, e sua duração costuma não se estender além de 6 meses.

Após o período característico da alopecia difusa os fios de cabelo voltam a crescer e recuperam seu aspecto original.

A alopecia androgenética é o tipo mais comum de calvície, semelhante as demais, na alopecia androgenética ocorre o enfraquecimento dos fios e consequentemente a queda de cabelo progressiva.

Ocasionada por fatores relacionados ao hormônio androgênio, muitos desses fatores de ordem genética, além de poder ser causada por condições como a menopausa e síndrome dos ovários policísticos nas mulheres por exemplo, esse tipo de calvície afeta a produção de cabelo de forma contínua, resultando ao longo do tempo na escassez total dos fios.

Uma característica desse tipo de alopecia é que nos casos com fator genético envolvido não há o retorno do crescimento dos fios de forma natural.

Esse tipo de calvície ocorre em decorrência de problemas nas glândulas sebáceas do couro cabelo, resultando em irritação e queda de cabelos, na maioria dos casos a alopecia seborreica tem origem hormonal ou hereditária, mas pode ser causada também por fatores como o uso de produtos químicos, má alimentação e ainda quadros de estresse ou ansiedade.

É um tipo de calvície onde os fios voltam a crescer, porém se a alopecia seborreica não for tratada o problema persistirá de forma recorrente.

Esse tipo de calvície como o próprio nome sugere é originada devido a lesões no couro cabelo que ocorrem pelo uso de aparelhos como chapinhas e secadores.

Reverter esse tipo de calvície é simples, basta suspender ou moderar o uso dos aparelhos que estão agredindo o couro cabeludo e causando a alopecia.

Qual o melhor tratamento para a calvície?

Cada tipo de alopecia (calvície) requer cuidados específicos, o tratamento será determinado de acordo com o que causa calvície no homem ou na mulher, porém conhecer o tipo de calvície que se tem, e o que a causou é o primeiro passo para o tratamento.

O tratamento mais eficaz para calvície onde não há a renovação do crescimento dos fios é o implante capilar, nessa técnica são aplicados fios de cabelo naturais nas regiões de calvície.

Esses fios são extraídos do próprio paciente em regiões com maior número de fios como a nuca por exemplo e são implantados nas regiões a serem tratadas, o intuito do implante capilar não é apenas inserir o fio de cabelo no couro cabeludo para que o mesmo “cubra” a região calva, mas sim estimular a formação de folículos capilares novos e saudáveis que vão resultar na produção e crescimento de cabelo no paciente.

A cirurgia para implante capilar é simples, feita com anestesia local, possui uma duração aproximada de 5 horas e os resultados começam a surgir entre 6 meses a 1 ano após o procedimento, além de apresentar um alto grau de êxito.

Quer saber mais sobre o assunto? Acompanhe nosso blog e confira nossos conteúdos exclusivos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *