Ter um cabelo saudável é um sonho para inúmeros homens e mulheres, dentre fatores como manter a hidratação dos fios, a maleabilidade, o brilho está também evitar a queda de cabelo.

De forma geral, grande parte das pessoas têm algum nível de queda capilar, porém quando isso é exagerado, é necessário procurar apoio profissional e intervir de forma efetiva.

Nesse artigo, vamos apresentar 5 dos maiores vilões que influenciam a queda capilar, nos acompanhe na leitura!

 

 

A queda de cabelo é uma reclamação recorrente de muitos homens e mulheres.

Tanto pelo incômodo estético que causa, quanto pela preocupação com a própria saúde que pode surgir junto a queda de cabelo. A queda de cabelo pode ser muito incomoda e afetar inclusive a vida e autoestima da pessoa que sofre com a condição.

Se a queda for excessiva, é importante buscar um médico dermatologista ou tricologista para investigar as causas e propor o tratamento adequado.

Outra forma de amenizar o problema é evitando fatores que podem desencadear a condição. Separamos abaixo 5 vilões que podem levar à queda de cabelo, confira:

 

– Estresse

 

Tão comum em nosso cotidiano e tão difícil de ser combatido, o estresse lidera o ranking como uma das principais causas para a queda de cabelo.

Seja o estresse físico ou emocional, ambos afetam negativamente a saúde como um todo, principalmente a saúde capilar.

O cansaço físico e psíquico pode provocar a queda de cabelo inflamando o bulbo capilar, por meio de um desenvolvimento excessivo de sebo na raiz, que é conhecido por seborreia.

Diminuindo a circulação sanguínea da região e consequentemente o desenvolvimento dos fios e fixação deles no couro cabeludo.

As células da base do fio, respondem ao cortisol, conhecido por hormônio do estresse, reduzindo sua taxa de proliferação, provocando assim um enfraquecimento dos fios e do couro cabeludo.

A queda de cabelo em decorrência do estresse pode acabar se tornando uma condição crônica, ocasionando a alopécia areata.

 

– Genética

 

Os homens são os mais afetados pela calvície, e a calvície de origem genética é uma das principais causas de queda de cabelo, e uma das mais difíceis de tratar, já que apenas os cuidados com os cabelos muitas vezes não são suficientes.

A queda capilar de origem genética ocorre, devido a uma estimulação dos folículos pilosos pelos hormônios masculinos, causando enfraquecimento dos fios e queda.

Essa condição ocorre de forma progressiva, onde os fios reduzem seu crescimento aos poucos, até que pare de crescer permanentemente.

Geralmente, afeta áreas específicas como o topo da cabeça, e mantém o crescimento de cabelo nas áreas laterais normais.

 

– Procedimentos Químicos com os cabelos

 

Fios danificados são muito mais suscetíveis a queda que fios saudáveis.

Quem tem o costume de tingir, alisar ou descolorir o cabelo deliberadamente pode ter queda de cabelo devido aos produtos químicos que utiliza nos fios.

A solução então, é simples, adotar novos métodos de cuidados com os cabelos, de forma mais natural para evitar esses danos que além da queda provocam opacidade e quebra dos fios.

Além disso, é importante aumentar os intervalos de tempo entre tinturas, relaxamentos e alisamentos para permitir que o fio se recupere.

 

– Excesso ou falta de vitaminas

 

Uma alimentação desequilibrada tem inúmeros reflexos em nossa saúde, e a queda de cabelo é um deles.

Condições como a avitaminose, que a falta de determinadas vitaminas no organismo pode levar a essa queda acentuada, tão incômoda esteticamente quanto para a autoestima.

Em contrapartida, o consumo excessivo de determinados nutrientes como é exemplo do selênio, pode também provocar essa queda.

Manter-se em equilíbrio é essencial para que estabelecer uma melhor saúde física, psíquica e consequentemente melhorar a aparência e autoestima.

 

– Maus hábitos no cotidiano

 

Hábitos como o consumo excessivo de álcool e cigarros são prejudiciais à nossa saúde.

Esses costumes, junto ao sedentarismo, desidratação, má alimentação e rotina de sono desregulada também podem provocar queda de cabelo.

 

A solução para tal problema então é identificar o que está errado na rotina, procurar melhorias, e fazer os ajustes necessários, proporcionando assim maior qualidade de vida como um todo.

Não perca nossos conteúdos. Acesse nosso blog e confira posts exclusivos sobre o tema

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *