Você sabia que existem 7 graus que determinam os níveis de queda de cabelo e eles são conhecidos pela Escala Norwood-Hamilton?!

A calvície é um problema que causa medo e preocupação em muitas pessoas, porém a maioria só busca por ajuda profissional quando o problema está muito agravado.

Aqui vamos falar um pouco mais sobre a classificação feita por Norwood-Hamilton que distribuiu a queda de cabelo em 7 graus diferentes, nos acompanhe na leitura!

7 graus de classificação da calvície

Como falamos a queda de cabelo possui 7 graus de classificação que vão desde a perda mínima dos fios, até graus mais profundos de calvície.

Confira conosco os 7 graus de queda de cabelo de acordo com a escala Norwood-Hamilton.

–  Tipo 1

O tipo 1 é caracterizado por um grau leve de perca capilar, o indivíduo pode ter a formação de pequenas entradas, mas de forma bem sútil e muitas vezes imperceptível.

– Tipo 2

No tipo 2 as entradas ficam um pouco mais evidenciadas, porém ainda não são tão marcantes.

Por isso pessoas classificadas com calvície tipo 2, não demonstram preocupação com essa condição pois ela ainda ocorre de forma leve e superficial.

– Tipo 3

Na classificação, o tipo 3 já se caracteriza por uma calvície mais acentuada, afetando regiões posteriores do couro cabeludo.

E é nesse grau que estão presentes rarefações que podem se espalhar em outros pontos do couro cabeludo.

– Tipo 4

No grau 4 o cabelo praticamente está presente apenas na parte superior do couro cabeludo, com entradas profundas.

Então no grau 4 começam também as rarefações na região da coroa.

– Tipo 5

Nesse tipo ocorre a expansão das áreas calvas no couro cabeludo, a partir daqui as regiões onde há a calvície ficarão cada vez maiores atingindo cada vez mais a superfície do couro cabeludo.

– Tipo 6

Aqui temos o surgimento de uma área calva extensa, com uma pequena quantidade de fios entre a região das orelhas e base do couro cabeludo.

É um grau avançado de calvície e em alguns casos o tratamento por implante capilar já se torna inviável.

– Tipo 7

O mais avançado estágio de calvície, o grau 7 da escala Norwood-Hamilton representa menos de 20% de fios presentes em toda a cabeça.

É o tipo de calvície mais difícil de tratamento por implante capilar, pois requer a extração de fios para o transplante, de outras áreas doadoras no corpo, como a barba e peito. 

Qual o nível ideal para tratar a queda de cabelo através do transplante capilar?

Os graus de calvície 1, 2 e 3 são menos acentuados e muitas vezes não geram grandes queixas por parte das pessoas que sofrem com a condição.

A partir do grau 4 a calvície já se torna mais acentuada, e passa a ocupar uma área mais extensa do couro cabeludo.

Medicações já não obtém resultados a partir daqui, por isso, esse é o nível ideal para se falar em implante capilar.

Deve-se ter cuidado para que a condição não progrida em excesso, níveis de calvície como o 6 e 7 por exemplo podem ser difíceis de tratar devido à grande extensão da região afetada pela calvície.

Gostou desse conteúdo?!

Gostaria de saber mais?!

Entre em contato conosco em nosso site, será um prazer apoiá-lo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *